Rasbora Galaxy - DANIO MARGARITATUS - 2100952
Rasbora Galaxy - DANIO MARGARITATUS - 2100952
Rasbora Galaxy - DANIO MARGARITATUS - 2100952
Rasbora Galaxy - DANIO MARGARITATUS - 2100952

Rasbora Galaxy - DANIO MARGARITATUS

Ecoarium Vivos
2100952
1 Comentários
Em Stock
4,20 €
Peixe de Cardume de aquário de água doce tropical

PayPal

Nome Popular: Rasbora Galaxy
Nome Científico: Danio margaritatus
Outros Nomes: Celestichthys margaritatus
Família: Cyprinidae
Origem: Ásia / Myanmar
Características:
São peixes tímidos e pacíficos. Gostam de ficar boa parte do tempo escondidos entre as plantas.
Comportamento / Sociabilidade: Grupo
Posição no Aquário: Fundo do Aquário
pH: 5.7 a 7.5
gH: -
kH: -
Temperatura: 18 a 26 ºC
Tamanho Adulto: 3 cm
Alimentação:
Onívora, aceita de tudo, mas se quiser incentivar a sua reprodução e manter suas rasboras saudáveis e com belas cores é recomendado oferecer alimentos vivos ao menos uma vez na semana.
Reprodução:
Para tentar sua reprodução, deve se separar um casal em um tanque de aproximadamente 28l (45x25x25), alguns criadores usam 2 machos para cada fêmea, com o intuito de aumentar as chances de fertilização dos ovos. A abundância de bons alimentos vivos como Artêmias ou Bloodworm são muito bem vindos nessa fase.. E após cerca de duas semanas o processo de criação está pronto para começar.
Recomenda-se o uso de filtros internos de espuma ou então colocar perlon na entrada de água do filtro externo para evitar que os filhotes sejam sugados. Como são peixes originários de águas frias, manter a temperatura em aproximadamente 18 a 24°C está ótimo. O próximo passo é decidir qual método usar para separar os ovos dos pais, já que possuem o habito de comer seus próprios ovos.
O uso de "bruxinhas" nesse caso é muito eficaz. Após o aparecimento dos ovos os Pais devem ser retirados do aquário para evitar que os ovos sejam comidos por eles. A eclosão ocorrerá entre 24 a 36 horas. Após o nascimento eles ainda terão seus sacos vitelinos e contarão com isso como comida para as próximas 24 horas ou mais.
Durante esta fase, é comum que eles se juntem e se agarram nas laterais do aquário. Quando começarem a nadar livres pelo aquário já podem ser alimentados com náuplios de artêmia e iniciar as TPA’s diárias de 20 ou 25%. Quando os alevinos já estiverem maiores, por volta de 1.5 cm deverem ser introduzidos em um aquário maior e a partir dai já podem receber outros tipos de alimentos.
Dimorfismo Sexual:
Os machos são mais escuros e têm as barbatanas dorsais e anais avermelhados com riscas pretas e sua boca tem minúsculos pontos negros. Já as fêmeas têm o corpo mais claro com as barbatanas alaranjadas e a ausência dos minúsculos pontos negros na boca.
Outras Informações:
A Rasbora Galaxy foi descoberta em Agosto de 2006 perto de Hopong Town, em Myanmar (Asia) e devido à sua procura explosiva por parte dos aquarofilistas, rapidamente se chegou ao ponto de ser uma espécie quase em extinção.
Devido ao seu tamanho os companheiros ideais são outras rasboras e peixes mais calmos como Otocinclus affins, etc..
Se colocadas em aquários comunitários deve-se ter atenção na hora da alimentação já que as Rasboras Galaxy não são tão vorazes e podem acabar ficando sem comida o suficiente se não houver um cuidado.

Tipo de Peixe
Peixe de Cardume
Porte
Pequeno
Origem
Asia
Sociabilização
Peixe de Cardume
2016-07-18
1 Comentários

Peixe interessante
Chegaram bem acondicionados e em condições. Estou muito satisfeito com o vosso serviço. Recomendo.
em

Clientes que compraram este produto também compraram:

Produto adicionado aos favoritos.
Produto adicionado ao comparador.