Pristella Maxillaris - 2101416

Pristella Maxillaris

Ecoarium Vivos
2101416
Em Stock
2,30 €
Peixe de Cardume de aquário de água doce tropical

PayPal
 

Nome Popular: Tetra Pristela

Nome Científico: Pristella maxillaris

Outros Nomes: X-Ray Tetra

Família: Characidae

Origem: Brasil / Bacia Amazônica

Características:

É uma espécie muito pacífica mas que não irá competir bem outros habitantes maiores e mais violentos em aquários comunitários.

Comportamento / Sociabilidade:

Cardume

Posição no Aquário: Meio do Aquário

pH: 6.0 a 8.0

gH: -

kH: -

Temperatura: 24 a 28 ºC

Tamanho Adulto: 4 cm

Alimentação:

Onívoros. Aceitam rações de todos os tipos. Incluir alimentos vivos a sua dieta é garantia de ter sempre peixes saudáveis e com belas cores.

Reprodução:

Sua reprodução é semelhante a de outros tetras, deve se separar um casal em um tanque de aproximadamente 12l (30x20x20) não muito iluminado e com plantas de folhas finas, como a Microsorum Narrow Leaf, mugso de Java ou até mesmo uma "bruxinha" / "Mops" para que os ovos sejam depositados.

Os parâmetros ideais para a água são: Mole (1 a 5°dH) e ácida (5.5 a 6.5 pH) e na temperatura entre 24° a 28°C.

Também é possível tentar sua reprodução em grupos, selecionando 6 ou mais casais.

Na escolha do casal escolha a fêmea visivelmente mais cheia de ovos e o macho que está exibindo suas melhores cores. A abundância de bons alimentos vivos como Artêmias ou Bloodworm são muito bem vindos nessa fase. Após o aparecimento dos ovos que podem estar nas plantas, no chão ou até mesmo flutuando, já que eles não se fixam, os pais devem ser retirados. A eclosão ocorrerá entre 24 a 36 horas. Após o nascimento eles ainda terão seus sacos vitelinos e contarão com isso como comida para as próximas 24 horas ou mais. Depois Os ovos e alevinos são sensíveis à luz nos primeiros estágios da vida e do tanque deve ser mantido no escuro, se possível.

Quando começarem a nadar livres pelo aquário já podem ser alimentados com náuplios de artêmia ou infusórios e dar inicio as TPA’s diárias de 20 ou 25%. Quando os alevinos já estiverem maiores, por volta de 1.5 cm deverem ser introduzidos em um aquário maior e a partir dai já podem receber outros tipos de alimentos.

Dimorfismo Sexual:

As fêmeas maduras tem a curvatura do corpo maior do que nos machos e tendem a ser um pouco maiores.

Outras Informações:

Companheiros ideais são Tetras, Rasboras, Corydoras e outros peixes pacíficos e de médio porte.

Tipo de Peixe
Peixe de Cardume
Porte
Pequeno
Origem
Sul Americana
Sociabilização
Peixe de Cardume
2016-12-15
Sem comentários

Clientes que compraram este produto também compraram:

Produto adicionado aos favoritos.
Produto adicionado ao comparador.