Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399
Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399
Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399
Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399
Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399
Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399
Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399
Danio Zebra - Brachydanio Rerio - 2102399

Danio Zebra - Brachydanio Rerio

Ecoarium Vivos
2102399
Em Stock
1,20 €
Peixe Ornamental de aquário de água doce tropical

PayPal

Nome comum: Danio Zebra
Origem: Paquistão, Índia, Bangladesh, Nepal e Myamar
Comprimento: 4 a 5cm (em aquário raramente atinge os 5cm, o normal fica pelos 3 a 4cm)
Parâmetros da água: pH 6 a 8 sendo o ideal para reprodução pH 6.5 a 7
GH 4 a 18 para reprodução convém ficar entre GH 8 a10
Temperatura 10 a 28ºC; para reprodução 24 a 26ºC

O Danio Zebra é dos peixes mais antigos na aquariófilia ocidental, para alem da sua natural beleza e pequenas dimensões, é um peixe que resiste facilmente a temperaturas inferiores a 10ºC e tem uma resistência incrível aos diferentes parâmetros de água, o que faz deles um dos melhores peixes para iniciados e para aquários de pequenas dimensões, para além da sua reprodução ser das mais fáceis de se obter, bastando para isso um aqua com pouco mais de10lt.

Preparação para reprodução:
As fêmeas devem ser preparadas para a desova separadas dos machos, em aquários separados ou mesmo no mesmo aquário com um separador de preferência opaco, durante uma semana em que devem ser alimentados preferencialmente com comida viva Dafnias” ou larvas de mosquito, mas uma boa comida para peixes também serve perfeitamente, mas em vez de se dar muita comida poucas vezes deve-se dar pouca comida mas várias vezes ao dia (3 a 5 vezes), quando as fêmeas mostrarem os seus ventres bem roliços estão prontas a desovar.
Preparação do aquário de desova:
Como já referir basta um aquário com 10lt para servir para a desova, claro que temos de ter em conta que uma fêmea pode desovar mais de 100ovos e em 10lt será uma missão impossível de alimentar e fazer crescer tantos alevins, portanto temos de adequar o nº de reprodutores a tamanho do aqua a usar para a reprodução, Ex: aqua 10 a 20lt uma fêmea e dois machos, aqua de 30 a 50lt 3 a 4 fêmeas e 5 machos, etc…
O aquário de desova deve ter o fundo coberto por seixos ou berlindes” e deve ter um bom tufo de musgo de Java mas deixando uma boa área livre para os peixes nadarem à-vontade. Os parâmetros do aquário desova deve ser os referidos na introdução e os do aquário de preparação dos reprodutores deve ter o pH mais alto que no da desova e a temperatura 2º acima do aquário de desova. As fêmeas devem ser introduzidas durante o dia anterior no aquário de desova e os machos só devem ser introduzidos de noite e com as luzes apagadas. Se tudo correu bem tanto na preparação como no choque” de pH e temperatura eles vão iniciar a desova ao nascer do sol e chegado por volta das 10 horas já se pode retirar os progenitores do aquário de desova para evitar que comam os seus próprios ovos. Com a temperatura de 25ºC os alevins saem dos ovos ao fim de 48horas e nessa altura são pequenas pontas de alfinete” (ver foto), que ficam coladas nos vidros e folhas das plantas durante mais 24horas a reabsorver o saco vitelino, só depois vão conseguir ter controlo na natação. Só passado mais 24horas é que se deve iniciar a sua alimentação, que deve ser à base de infusórios” ou água verde”, passado uma semana já estão capazes de comer comida seca em pó ou nauplios” de artemia, (artemia recém eclodida).

Tipo de Peixe
Peixe Ornamental
Porte
Pequeno
Origem
Asia
Sociabilização
Peixe de Cardume
2016-04-07
Sem comentários

Clientes que compraram este produto também compraram:

Produto adicionado aos favoritos.
Produto adicionado ao comparador.