Corydora Paleatus - 2100612
Corydora Paleatus - 2100612
Corydora Paleatus - 2100612
  • Novo
Corydora Paleatus - 2100612
Corydora Paleatus - 2100612
Corydora Paleatus - 2100612

Corydora Paleatus

2100612
Em Stock
3,40 €
Peixe de fundo de aquário de água doce tropical

 

Nome científico: Corydoras paleatus
Nome comum: corydora pimenta, corydora sal e pimenta

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Siluriformes
Família: Callichthyidae
Género: Corydoras

Etimologia: cory= capacete, doras= pele, palea= tiras de folha metálica

História: foi descoberta por Charles Darwin durante a sua viagem a Beagle. Foi introduzida no aquário em 1876. A primeira reprodução em aquário foi realizada em 1878 por Carbonnier.

Distribuição Geográfica e/ou Localização Típica: bacia do Paraná até ao Uruguay


Morfologia: é caracterizada por ter manchas, especialmente ao longo da linha lateral e ao longo da crista. As manchas são mais definidas no sexo feminino. O corpo é castanho-bege e com algumas áreas com um brilho metálico azul esverdeado. O abdómen é de cor beje. As barbatans são bejes com pequenas manchas e linhas mais escuras.
Comprimento máximo: fêmeas até 7cm, machos até 6 cm
Dismorfismo sexual: o macho é mais pequeno no comprimento e na largura que a fêmea e as suas barbatanas peitorais e dorsais são mais longas e ponteagudas.

Esperança média de vida: potencialmente podem chegar aos 10-15 anos

Clima: subtropical
pH: 6-8
dH: 5-19
Temperatura: 18º-28ºC (temperatura óptima: 23ºC)

"Decoração": aquário com substrato rombo, com muitos esconderijos e bem plantado

No aquário: mínimo de 60 centímetros de largura, em grupo de 6 ou mais da mesma espécie.

Alimentação na natureza: vermes, crustáceos, insectos, restos de plantas
Alimentação no aquário: dieta à base de alimentos para peixes de fundo, flocos de algas, comida congelada e viva (tal como larvas vermelhas ou dáfnia). Também gostam de bocados de espinafre, cenoura e outros vegetais.

Compatibilidade: dócil

Reprodução: como as outras corydoras

Outras Notas:
Não têm escamas, daí deve ter-se cuidado redobrado quando se adiciona medicação no aquário.

Elas gostam de se "atirarem" rapidamente para o topo da água (para sorverem goles de ar). Se vir a sua corydora fazer isso repetidamente quer dizer que deverá fazer uma troca parcial de água.

Esta corydora produz sons ao abduzir as barbatanas peitorais. Os machos produzem sons durante a corte e para comunicação intra-pessoal. Os juvenis e ambos os sexos também podem produzir sons quando submetidos a situações de stress.

As espécimes selvagens têm uma barbatana dorsal alongada que se estende para além da base da barbatana caudal, de acordo com Lambourne, semelhante a C. steindachneri e ou C. macropterus. Ainda não é claro se estas são espécies ou variedades de subespécies.

Tipo de Peixe
Peixe Gato
Porte
Pequeno
Origem
Sul Americana
Sociabilização
Peixe de Cardume
No reviews

Clientes que compraram este produto também compraram:

Produto adicionado aos favoritos.
Produto adicionado ao comparador.